sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Escândalo da Gráfica Moura Ramos é destaque no Portal Terra

Nesta sexta-feira (29), foram apreendidos cerca de 30 mil exemplares de um impresso com o título A Virada contra Ricardo Coutinho (PSB). Foto: Beth Torres/Especial para Terra

PB: Justiça Eleitoral apreende material irregular contra Coutinho


Nesta sexta-feira (29), foram apreendidos cerca de 30 mil exemplares de um impresso com o título "A Virada" contra Ricardo Coutinho (PSB)
Foto: Beth Torres/Especial para Terra

BETH TORRES
Direto de João Pessoa

A Justiça Eleitoral da Paraíba apreendeu na tarde desta sexta-feira (29) material impresso contra o candidato a governador, o ex-prefeito de João Pessoa Ricardo Coutinho (PSB), na gráfica Moura Ramos, na capital paraibana. Uma caminhonete da Justiça Eleitoral saiu do local cheia de jornais que foram encaminhados para a 64ª Zona Eleitoral da Capital.

Na gráfica, foram apreendidos cerca de 30 mil exemplares de um impresso que trazia o título "A Virada" que estavam distribuídos em 18 caixas. Eram jornais falando sobre o caso da Fazenda Cuiá que foi comprada pela Prefeitura Municipal de João Pessoa. O fato vem sendo apontada pelo candidato à reeleição, José Maranhão (PMDB), como caso de superfaturamento para suposto "caixa dois" de campanha.

Esse material, segundo o advogado da coligação Uma Nova Rafael Cedrim, já havia sido distribuído no bairro dos Bancários em João Pessoa. Ele revelou ainda que a nota fiscal encontrada com o material estaria endereçada para a Coligação Paraíba Unida, encabeçada por José Maranhão.

De acordo com ele, o material é de cunho difamatório e inverídico e, além disso, está descumprindo determinação da Justiça Eleitoral que tinha decidido pela não divulgação do tema, uma vez que a investigação corre em segredo de justiça. Os advogados da Coligação Uma Nova Paraíba informaram que darão entrada na tarde desta sexta-feira em uma nova representação junto ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) contra o bloco adversário.

A reportagem tentou entrar em contato com os advogados da Coligação Paraíba Unida, mas não obteve respostas.

Portal Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário